Translate

quarta-feira, 12 de julho de 2017

REFORMA TRABALHISTA - ANTES TARDE DO QUE NUNCA


O Brasileiro sempre achou, e muita gente ainda acha , que o Brasil é uma terra milagrosa e por isto temos beneficios trabalhistas que não existem em nenhum outro lugar no mundo. Nós temos a Previdência Social, INSS, a contribuição que você paga, bem como o seu patrão, que  serve exclusivamente para sustentar os benefícios previdenciários de quem é aposentado ou pensionista. Em resumo, quem está na ativa financia quem está na inativa, em outras palavras, esses dois recolhimentos mensais que não formam um fundo monetário (uma poupança) em prol de você mesmo, o que é péssimo do ponto de vista financeiro, mas sim financiam uma pirâmide financeira que depende da entrada de novos recolhimentos para pagar aqueles que já recebem os benefícios.a) Quando você trabalha, na condição de empregado em uma empresa, você paga do seu bolso, em regra, 11% do seu salário bruto de contribuição previdenciária. Sendo que tal contribuição respeita o teto de R$ 5.189,82 (valor para o exercício 2016), não obstante, o seu patrão também deve pagar mensalmente uma contribuição patronal de 20% sobre o seu salário, sem respeitar nenhum teto, ou seja, no exemplo citado, a contribuição será de 20% sobre o salário de R$ 10.000,00.  Quem ganha nisso tudo é o governo que usa este dinheiro para financiar suas campanhas e emprestar dinheiro a juros de mercado.
Nós temos também um décimo-terceiro salário (oba!) cujo valor diluido deve ser diluído nos 12 meses que compõem o ano civil, ou seja, em cada mês você receberá 1/12 da sua gratificação natalina.Num caso em que você ganhe  R$ 10.000,00 / 12 = R$ 833,33 a mais por mês. Ao invés de esperar os meses de junho e/ou dezembro de cada ano para receber a sua parcela única ou as suas duas parcelas de 13.º salário, por que não receber de forma diluída em 12 vezes? Você dispõe do salário de forma antecipada e pode investir/utilizar tal benefício de forma mais rentável.
O FGTS, por sua vez, é uma parcela de 8% do seu salário bruto mensal que o seu patrão recolhe numa conta da Caixa Econômica Federal em seu nome. Em algum momento da sua vida (dispensa sem justa causa, aposentadoria, quitação de financiamento imobiliário, etc.) você poderá sacar esse valor corrigido. Poxa, que legal que o governo é! Não, não se iluda, meu caro! A correção desses valores depositados é feita com base na Taxa de Referência (TR) + 3,0% ao ano, ou seja, nos últimos 3 anos, essa correção foi, em média, de 4,5% ao ano. Isso é muito ou pouco? Isso é MUITO pouco! A taxa básica de juros (Selic) vai fechar 2016 acima dos 14,0% e a inflação bem acima dos 8,0%! Em resumo, o FGTS, ao invés de proteger o trabalhador, é um ardil adotado pelo governo para captar dinheiro do trabalhador, investir em aplicações rentáveis (ou empreiteiras do Minha Casa Minha Vida) e devolver o dinheiro futuramente com uma correção pífia.É praticamente um roubo institucionalizado em lei. 
Fonte: Ilisp
O que vai mudar para melhor e por que os partidos de esquerda e sindicatos brigaram tanto para atrapalhar a votação da reforma? A reforma acaba com privilégios dos chamados "Sindicatos" e melhora um pouco o engessamento provocado pela CLT. Primeiro por que patrões e empregados agora poderão negociar férias e horários de acordo com as necessidades de ambos, podendo serem criadas outras figuras de representação além de sindicatos, como representantes formados na propria empresa. Pode-se negociar o período de férias ou distribuir as horas de trabalho, ou como aproveitar um feriado, o que antes era proibido: Formas de trabalhos modernas como produzir em casa, podem ser aproveitadas de varias formas ,como em caso de gestantes, ou trabalhos que possam ser feitos em casa: Demissões podem ser negociadas entre patrões e empregados e estes poderão sacar o FGTS pagando 20% sobre o saldo: Trabalhadores terceirizados passam a ter direitos trabalhistas. em caso de dispensa ocorre uma quarentena de dezoito meses:Contratos temporários também podem ganhar direitos, quem hoje trabalha menos de 44 horas semanais não possui nenhum: O melhor é que o trabalhador deixa de ser obrigado a pagar imposto sindical, com mais de 15 mil sindicatos o Brasil não tem concorrente neste ítem, graças a este imposto que retira um dia de trabalho por ano dos trabalhadores, os sindicatos recolhem cerca de 3,9 bilhões para fazerem greves quando for oportuno e enriquecer seus membros, enfim ,para não fazerem nada de útil para o trabalhador e pro país.