Translate

domingo, 30 de julho de 2017

ENGENHEIROS: VARIÁVEIS ATUAIS

 A reeleitura do disco "Várias Variáveis" do grupo Engenheiros do Hawaii de 1991, nos mostra algumas curiosidades e referências  comuns naquele que parece já tão distante tempo,e desconhecidas das novas gerações tamanho é o deserto da música que se faz atualmente. A começar pela capa, que parece ter sido inspirada no álbum Internacionais do lendário grupo da Jovem Guarda Os Incríveis (foto abaixo), que com o fundo verde completa uma trilogia com A Revolta dos Dândis de 1988 (Capa amarela) e e Ouça O Que Eu Digo, Não Ouça Ninguém de 1988 (Capa Vermelha). O Nome do álbum Várias Variáveis refere-se a uma disciplina do curso de Engenharia. As engrenagens se referem a vários temas curiosos ou lembrados no disco como o Homem Vitruviano de Da Vinci; O lema "Senta a púa" da FAB; Um emoticon; Um símbolo radioativo; O Símbolo da ONU de ponta-cabeça. No centro, a serpente engolindo o rabo significa o recomeço.


Com alguns erros propositais,a qualidade da obra tem sido reconhecida pela mídia como um dos melhores álbuns do Rock brasileiro, o disco traz uma mensagem de insatisfação total com o rumo que o país tomava já naqueles idos finais dos anos 80, e uma das músicas mais relevantes e uma das minhas preferidas dos Engenheiros parece ter sido feita ontem, embora a violência tenha crescido em velocidade geométrica. Muros e Grades traduz o inicio da insegurança que tomou conta de todos nós, e 26 anos antes.
O Disco ainda parece advinhar o discurso e a divisão política no pais atual, nos versos da música "O Sonho é Popular" que ensina o que é a máxima do discurso fascista muito usada hoje em dia pela esquerda: "uma mentira repetida mil vezes se torna uma verdade".


PS:O Álbum dos Incríveis é do ano de 1968.




Engenheiros do Hawaii - Muros e Grades

quarta-feira, 26 de julho de 2017

TEMER OU NÃO TEMER


Temer é o terceiro Vice-Presidente a herdar o poder executivo depois da redemocratização ou coisa que a valha, e como sempre debaixo da desaprovação geral, até dos que não se lembravam que votaram nele na chapa. Prá piorar, deu mole e foi pêgo com as calças arriadas, mas isto todo mundo já sabe. O que quero falar é que ninguém parece notar que, embora corrupto como qualquer cacique de partidos em Brasília, Temer pareceu desde o inicio,  querer aproveitar sua tremenda rejeição para colocar algumas coisas nos trilhos e ser reconhecido mais tarde pela sua obra. Começando pela aprovação do teto de gastos, o que não é pouca coisa num país de gastadores, tentou emplacar a reforma da Previdência que, como até os petistas sabem, vai implodir em breve. Ainda não conseguiu, mas nesse meio tempo fez uma reforma trabalhista que só em acabar com o malfadado imposto sindical já valeu a pena, além de modernizar um pouco mais a famigerada CLT. Ainda no campo das reformas, embora no campo político o ressabiado Presidente seja triturado pela Globo e pelos oportunistas, o letrado Temer resolveu facilitar a vida dos cidadãos atacando a máfia dos cartórios e acabando com exigências fúteis de documentos que estão á disposição em orgãos oficiais do governo, o que é um alívio para quem pretende comprar um imóvel, por exemplo.No país dos hipócritas, os oportunistas querem mudar as regras e pedem eleiçoes diretas, a imprensa quer a queda do presidente, afinal quanto mais drama, melhor para a mídia, cujo imbróglio levaria o país a parar de novo por um ano, A média mais inteligente já entendeu que o menor dos males é deixar o Presidente caído tentar se reabilitar até ás proximas eleições, fazendo o possivel para que o próximo encontre o caminho menos pedregoso.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

O POLITICAMENTE INCORRETO DE TODOS OS ANOS

O Livro do Lobão escrito à sua maneira trollada é um delicioso e caústico relato dos bastidores do cenário Pop/Rock dos anos 80, mostrando a visão pessoal de um membro ativo dos movimentos pro-libertários que desembarcaram no meio artistico após o fim do regime militar. Contudo, e apesar de toda a saudade que acomete aqueles que viveram o período, quando a música ainda tinha certa importância em nossas vidas, só um tema me importou, até por que ele é referência em diversos casos no meio artistico nos últimos 50 anos: a chamada máfia do dendê. O termo cunhado por Lobâo no livro, para quem não se ligou, se refere à trupe dos baianos que, junto às divindades Chico Buarque e Roberto carlos, monopolizaram todos os movimentos na música brasileira com o auxilio luxuoso dos donos de gravadoras e mídias,  até o advento da Internet, atropelando ou derrubando quem não fosse simpático ao grupo.  Lobâo fala no livro que o Rock brasileiro que ameaçou os caciques da MPB por um tempo foi diluido e boicotado até a última nota por este grupo, ou grupos. Também devido a morte de alguns front-men e vacilos dos fortes, o Rock se rendeu a malemolência dos temperos brasileiros. Como resultado por incrivel coincidência, a música brasileira acabou em axé no inicio dos anos noventa, e por não ter força para  resistir tres meses do carnaval baiano, acabou derrapando para o Sertanejo. Sobre o Império baiano que ditou normas durante principalmente o período militar, é bom lembrar do ataque que sofreu Simonal que foi abatido em pleno vôo, sem provas ou direito de se defender, coisa típica da esquerda caviar que usa os mesmos artificios para atacar adversários até hoje: a mentira. Fagner reclamou muito da tropa baiana que tentou desfenestra-lo no inicio da carreira mas se salvou por se tornar amigo de Chico, e quem não sabe que Ritchie foi boicotado por vender mais discos que Roberto Carlos nos anos 80? E vendo de que lado estão os mesmos personagens hoje, é fácil imaginar quem condenou Simonal sem provas, ao inferno.  

quarta-feira, 12 de julho de 2017

REFORMA TRABALHISTA - ANTES TARDE DO QUE NUNCA


O Brasileiro sempre achou, e muita gente ainda acha , que o Brasil é uma terra milagrosa e por isto temos beneficios trabalhistas que não existem em nenhum outro lugar no mundo. Nós temos a Previdência Social, INSS, a contribuição que você paga, bem como o seu patrão, que  serve exclusivamente para sustentar os benefícios previdenciários de quem é aposentado ou pensionista. Em resumo, quem está na ativa financia quem está na inativa, em outras palavras, esses dois recolhimentos mensais que não formam um fundo monetário (uma poupança) em prol de você mesmo, o que é péssimo do ponto de vista financeiro, mas sim financiam uma pirâmide financeira que depende da entrada de novos recolhimentos para pagar aqueles que já recebem os benefícios.a) Quando você trabalha, na condição de empregado em uma empresa, você paga do seu bolso, em regra, 11% do seu salário bruto de contribuição previdenciária. Sendo que tal contribuição respeita o teto de R$ 5.189,82 (valor para o exercício 2016), não obstante, o seu patrão também deve pagar mensalmente uma contribuição patronal de 20% sobre o seu salário, sem respeitar nenhum teto, ou seja, no exemplo citado, a contribuição será de 20% sobre o salário de R$ 10.000,00.  Quem ganha nisso tudo é o governo que usa este dinheiro para financiar suas campanhas e emprestar dinheiro a juros de mercado.
Nós temos também um décimo-terceiro salário (oba!) cujo valor diluido deve ser diluído nos 12 meses que compõem o ano civil, ou seja, em cada mês você receberá 1/12 da sua gratificação natalina.Num caso em que você ganhe  R$ 10.000,00 / 12 = R$ 833,33 a mais por mês. Ao invés de esperar os meses de junho e/ou dezembro de cada ano para receber a sua parcela única ou as suas duas parcelas de 13.º salário, por que não receber de forma diluída em 12 vezes? Você dispõe do salário de forma antecipada e pode investir/utilizar tal benefício de forma mais rentável.
O FGTS, por sua vez, é uma parcela de 8% do seu salário bruto mensal que o seu patrão recolhe numa conta da Caixa Econômica Federal em seu nome. Em algum momento da sua vida (dispensa sem justa causa, aposentadoria, quitação de financiamento imobiliário, etc.) você poderá sacar esse valor corrigido. Poxa, que legal que o governo é! Não, não se iluda, meu caro! A correção desses valores depositados é feita com base na Taxa de Referência (TR) + 3,0% ao ano, ou seja, nos últimos 3 anos, essa correção foi, em média, de 4,5% ao ano. Isso é muito ou pouco? Isso é MUITO pouco! A taxa básica de juros (Selic) vai fechar 2016 acima dos 14,0% e a inflação bem acima dos 8,0%! Em resumo, o FGTS, ao invés de proteger o trabalhador, é um ardil adotado pelo governo para captar dinheiro do trabalhador, investir em aplicações rentáveis (ou empreiteiras do Minha Casa Minha Vida) e devolver o dinheiro futuramente com uma correção pífia.É praticamente um roubo institucionalizado em lei. 
Fonte: Ilisp
O que vai mudar para melhor e por que os partidos de esquerda e sindicatos brigaram tanto para atrapalhar a votação da reforma? A reforma acaba com privilégios dos chamados "Sindicatos" e melhora um pouco o engessamento provocado pela CLT. Primeiro por que patrões e empregados agora poderão negociar férias e horários de acordo com as necessidades de ambos, podendo serem criadas outras figuras de representação além de sindicatos, como representantes formados na propria empresa. Pode-se negociar o período de férias ou distribuir as horas de trabalho, ou como aproveitar um feriado, o que antes era proibido: Formas de trabalhos modernas como produzir em casa, podem ser aproveitadas de varias formas ,como em caso de gestantes, ou trabalhos que possam ser feitos em casa: Demissões podem ser negociadas entre patrões e empregados e estes poderão sacar o FGTS pagando 20% sobre o saldo: Trabalhadores terceirizados passam a ter direitos trabalhistas. em caso de dispensa ocorre uma quarentena de dezoito meses:Contratos temporários também podem ganhar direitos, quem hoje trabalha menos de 44 horas semanais não possui nenhum: O melhor é que o trabalhador deixa de ser obrigado a pagar imposto sindical, com mais de 15 mil sindicatos o Brasil não tem concorrente neste ítem, graças a este imposto que retira um dia de trabalho por ano dos trabalhadores, os sindicatos recolhem cerca de 3,9 bilhões para fazerem greves quando for oportuno e enriquecer seus membros, enfim ,para não fazerem nada de útil para o trabalhador e pro país.

sábado, 8 de julho de 2017

O ROCK ESTÁ MORTO. VIVA O ROCK

Devo me conformar, o Rock morreu em meado dos anos 2000. Estes são seus últimos quatro suspiros. Não necessariamente nesta ordem.

domingo, 4 de junho de 2017

VISÃO BLÓGICA : ACORDA, PARIS

VISÃO BLÓGICA : ACORDA, PARIS: Procure informações sobre o aquecimento global propagado por alguns cientistas e pela ONU como o desastre da Terra num futuro proximo pel...